Perguntas Frequentes

O que significam as unidades kWp e kWh?

kWp: potência pico. Expressa a potência de um determinado equipamento em condições ideais.

kWh: expressa a potência gerada ou consumida durante uma hora. Ex.: se o meu gerador produzir 3kW de potência média durante uma hora, ele terá produzido 3kWh.

Quais equipamentos preciso adquirir para gerar energia solar residencial?

Para um sistema fotovoltaico padrão (conectado na rede elétrica da sua resiência) você vai precisar de um Kit de Energia Solar residencial: paineis fotovoltaicos (placas solares), inversor solar, estrutura de fixação, cabos e conectores específicos para energia fotovoltaica (eles devem aguentar o sol e chuva por 25 anos) e alguns outros materiais elétricos que você pode encontrar em qualquer loja especializada. Mas na prática, você terá que comprar o sistema fotovoltaico completo. Desista de tentar fazer você mesmo o projeto de energia fotovoltaica residencial pois provalmente sairá mais caro. Além disso somente engenheiros e eletrotécnicos podem registrar legalmente o seu sistema de energia fotovoltaica residencial junto a distribuidora para que você receba os seus créditos de energia.

Existe algum perigo aos instalar energia solar em minha residencia?

Os riscos são os mesmos de fazer qualquer manutenção no sistema elétrico de sua casa. Ou seja, se for bem feito o risco é muito baixo de levar um choque ou ter um curto circuito. Escolha bem a empresa que vai instalar o sistema de energia solar na sua casa que você não terá problemas.

Quanto tempo dura um sistema de energia solar residencial?

Quando bem cuidado mais de 25 anos. Mas ja se encontram sistemas off grid ativos a mais de 25 anos.

Consigo instalar energia solar em apartamento?

Sim, se for na cobertura e tiver espaço. Sim, se for pelo condomínio e a laje/telhado de cobertura for grande o suficiente. Para faixadas é possível, porém muito mais caro e produzira muito menos energia. Para projetos arquitetonicos específicos funciona. Para o seu apartamento normal dentro da cidade, muito improvável.

Posso ligar qualquer equipamento com energia solar na minha casa?

Sim, se você tiver um sistema fotovoltaico conectado na rede elétrica (o padrão) você não terá nenhum problema pois ele gera energia em paralelo com a rede da distribuidora. Ou seja, quando falta energia solar a rede compensa.

Como funciona a energia solar residencial durante noite ou na chuva?

Não funciona a não ser que você tenha baterias para guardar energia durante o dia. Por isso que os sitemas fotovoltaicos são em 95% dos casos conectados na rede de sua casa. Durante o dia você gera energia elétrica solar além do que você precisa e joga o excedente na rede da distribuidora (Esse excedente vira créditos de energia). Durante a noite você usa a energia da rede da distribuidora e abate o seu consumo dos créditos de energia que você gerou durante o dia.

A minha conta de luz pode chegar a R$ 0,00 na minha residencia com energia solar?

Não. Você sempre terá que pagar uma taxa mínima para ter a energia da distribuidora ligada na sua casa para quando você precisar. Sim. Se você instalar um sistema de energia solar fotovoltaica autônomo (com baterias). Custa mais caro, mas se você é um daqueles que quer dizer adeus para sempre à sua distribuidora esta é uma solução possível.

O sistema de energia solar faz barulho?

Não, ele não faz barulho algum.

Em quanto tempo o meu investimento se paga?

Entre 4 e 9 anos, de acordo com a região e com o local que o sistema será instalado. Com estes constantes aumentos na sua conta de luz muito provavelmente o seu investimento se pagará em ainda menos tempo. Depois que a energia solar se paga você terá energia grátis!

O que acontece caso eu produza menos energia do que consumo?

Nesse caso o seu consumo é complementado pela energia fornecida pela rede elétrica.

E se a minha produção exceder o meu consumo?

Nessa hipótese você terá duas opções:

  • Acumular créditos para consumo nos próximos 36 meses;
  • Destinar o excedente para outra unidade consumidora que esteja sob o mesmo CPF ou CNPJ da unidade principal. Desse modo você pode produzir na sua empresa, e o que não for consumido nela, destinar para a sua casa, desde que a conta de luz da casa esteja no CNPJ da empresa. Ou o que for produzido na sua primeira casa, ser destinado para outra. Obs.: isso é válido apenas dentro da área de atuação da mesma concessionária de energia.

É seguro? Estarei exposto a riscos?

Desde que a instalação seja feita de maneira correta, não há riscos. Seguimos todas as normas técnicas na elaboração dos projetos e instalação. Além disso, encorajamos nossos clientes a adquirirem nossas proteções extras contra descargas de raios (DPSs) em ambos os lados do inversor. É exigido o aterramento da rede da unidade.

Há necessidade de manutenção?

A não ser que ocorram danos físicos como queda de objetos, raramente um sistema fotovoltaico apresentará problemas. Normalmente a manutenção se resume a uma lavagem periódica dos módulos para remoção do excesso de poeira. A frequência vai depender de diversos fatores, como quantidade de sedimentos que se acumulam na localidade, épocas do ano, inclinação dos módulos etc.

Caso venha a faltar energia na rede elétrica durante o dia, meus equipamentos continuarão em funcionamento, uma vez que estarei produzindo minha própria energia?

Não. Caso haja interrupção no fornecimento de energia, isto pode ter se dado para que a equipe da concessionária execute serviços de manutenção na rede. Portanto, caso você continue a injetar energia, poderá provocar choques elétricos nos técnicos que estarão trabalhando. Esta proteção denomina-se anti-ilhamento, e é feita automaticamente pelo seu inversor de corrente. Durante esse período a energia produzida será perdida. O inversor também irá interromper o fornecimento de energia sempre que a energia fornecida pela rede estiver fora dos parâmetros mínimos e máximos de frequência ou tensão, ou quando houver curto circuito, sobre-carga, etc.

O que é o Aquecedor solar?

Trata-se de um equipamento utilizado para o aquecimento de água através do calor do sol, com um armazenamento isolante de temperatura para uso posterior. Composto por coletores solares (placas) e pelo boiler, este em que a água aquecida fica alojada, tem como objetivo a baixa no consumo de energia elétrica no uso deste em paralelo com os meios mais habituais.

Quais as vantagens do aquecimento solar?

O sistema de aquecimento solar conta com grandes vantagens, tais como o uso de uma fonte inesgotável de energia natural sem agredir o meio-ambiente tornando seu uso ecologicamente correto, economia de energia a um prazo de aproximadamente 20 anos, dentre outras mais. Sua vantagem primordial além de ser uma ferramenta não poluente, é o fato de gerar uma economia acentuada a seus usuários em relação a conta de energia elétrica, além de poder utilizar água quente de forma mais agradável a si e a seu bolso.

Como a água é aquecida?

A água é aquecida através da radiação solar e são divididos em dois componentes. Os coletores solares, também conhecidos como placas de captação de calor, e o reservatório, também conhecidos como Boiler.

Os coletores têm um formato bem semelhante, onde seu objetivo é coletar a temperatura externa, gerada através dos raios solares, induzindo o aquecimento da água que se encontra no seu interior.

Qual a economia que vou ter?

Em comparação as demais formas de aquecimento presentes no mercado, o aquecedor solar exige um investimento um pouco maior. A diferença principal dentre as demais opções é unicamente a economia a longo prazo, uma vez que os sistemas de aquecimento solar exigem pouca manutenção em comparação com os demais.
A recuperação do valor investido está na média dos dois anos, mais precisamente entre 18 e 36 meses dependendo do consumo.
Os aquecedores solares geram uma economia de aproximadamente 40% em sua conta de energia. Considerando que a vida útil destes é de aproximadamente 20 anos, você já terá pago pelo produto e mesmo assim ainda continuará economizando. É recomendado a limpeza das placas coletoras a cada 6 meses para a garantia da eficácia do produto, no entanto essas manutenções tem um custo muito baixo considerando as demais modalidades.

Qual o impacto no meio ambiente?

O sistema de aquecimento além de rentável ainda por cima não oferece riscos ao meio ambiente, sendo considerado uma iniciativa ecologicamente correta. Isso deve-se ao fato de o mesmo reduzir a emissão de carbono por conta da redução do consumo de energia elétrica por seus usuários. 

O dimensionamento do consumo diário

O consumo diário é dimensionado de acordo com diversos fatores para determinar qual o volume de água quente você precisará para suprir sua demanda. Como por exemplo a quantia de banhos diários, a vazão do chuveiro ou ducha, se você irá disponibilizar a água do reservatório para a cozinha e torneiras dos banheiros, dentre outros fatores que podem alterar o resultado final desta somatória. Para que haja um cálculo mais preciso usa-se a norma NBR 15569 que irá sugerir qual produto se encaixará melhor de acordo com as suas necessidades. Como os cálculos dessa norma são um pouco mais complexos, ela normalmente é usada para instalações de maior porte, tais como hotéis, hospitais, clubes, dentre outros. No caso de instalações residenciais, é de costume usar o cálculo simples que é baseado nas seguintes métricas, 100Lts de água quente e 1,5 m² de coletor solar para cada morador da casa. Estas contas simples podem ser adaptadas para moradias em regiões mais frias.

Onde o sistema de aquecimento solar pode ser utilizado?

O Aquecimento solar pode ser usado em quaisquer lugares que tem a necessidade de água quente, tais como:

  • Residências
  • Edifícios
  • Hotéis
  • Clubes
  • Indústrias
  • Piscinas

Qual a temperatura que a água pode atingir ao passar pelo sistema?

A temperatura que a água pode atingir pelo aquecedor solar varia de acordo com as incidências solares, região, tipo de região, condições climáticas, tipo de tecnologia empregada, dentre outros fatores. No entanto a temperatura produzida normalmente está acima da temperatura ideal para uso, sendo necessária a mistura com água fria.

Podem ser instalados mais coletores de temperatura do que o indicado?

Sim, isso é possível. Essa ação geralmente é utilizada por pessoas que buscam um melhor conforto, empresas que tem a real necessidade de garantir a temperatura da água utilizada, dentre outros públicos. O resultado dessa somatória de placas coletoras trabalhando em conjunto beneficia o usuário principalmente em dias em que a reincidência solar é menor, em dias nublados, com muitas nuvens, e até mesmo nos dias em que a temperatura estiver baixa, pois facilitam o rápido aquecimento da água que será armazenada, podendo até mesmo proporcionar um aumento da temperatura desta.

Qual o tempo médio para o retorno sobre o investimento?

O tempo de retorno sobre o investimento varia de acordo com o uso, com um prazo estimado entre 18 a 36 meses. Como trata-se de um produto de alta durabilidade, aproximadamente 240 meses, seu uso é muito vantajoso e econômico.
Em comparativo aos métodos tradicionais de aquecimento (aquecimento á gás, energia elétrica, etc..), o valor de sua manutenção e baixo, e devem ser feitos semestralmente para que se prolongue a vida do sistema.

É possível instalar o sistema de aquecimento para meu apartamento individualmente?

A possibilidade existe, e ajuda caso o seu apartamento seja pertencente a cobertura do edifício. Grande parte dos aquisitores dessa tecnologia tendem a verificar os requisitos enquanto o imóvel está sendo construído para se atentar ao detalhes, facilitando a inserção do sistema unicamente para seu apartamento em específico.

De que forma o aquecedor responde a dias chuvosos e nublados?

Existe um sistema auxiliar elétrico para esse momentos onde a radiação solar não se faz suficiente para o aquecimento de água através do sistema, uma vez que a água já está pré aquecida. Esse sistema por padrão fica desligado, devendo ser acionado somente caso necessário.

Caso necessário, quanto tempo leva para o sistema auxiliar aquecer a água?

Isso irá depender da capacidade do reservatório e temperatura atual da água, podendo oscilar entre 1 e 3 horas na maioria dos casos.

A noite ou quando a insolação não se faz presente, a água se mantém aquecida?

O Boiler ou reservatório térmico, como é comumente conhecido, dispõe da capacidade de retardar a perda da temperatura da água drasticamente, em vista de ser impossível conter perdas na temperatura em 100%. Independente disso, essa perda não prejudica a eficácia do sistema pois ele aquece a água em temperaturas elevadas para compensar essa perda. Caso necessário a temperatura pode ser conservada pelo sistema auxiliar elétrico.

Sobre o sistema auxiliar, qual o seu consumo médio?

O sistema auxiliar trabalha com uma resistência de potência reduzida com consumo variável entre 1,5 Kw a 3,5 Kw. Há quem pense que o aquecedor consuma igual o mais que um chuveiro comum, porém deve-se atentar ao detalhe de que um chuveiro usa-se todo dia, já o sistema de aquecimento auxiliar, como o próprio nome julga, apenas é ativado quando necessário, uma vez que o sistema de aquecimento solar faz esse trabalho na grande maioria das vezes.

Como funciona o acionamento do sistema auxiliar elétrico?

O sistema auxiliar elétrico pode ser acionado automaticamente. Porém não recomendamos que o mesmo fique ligado direto para que não haja o acionamento do mesmo em momentos que não haja a real necessidade.

Posso usar o aquecimento a gás como modo alternativo?

Pode sim. Além do aquecimento elétrico que vem integrado ao aparelho vários usuários equipam seu sistema hidráulico com o aquecedor a gás, que assim como o sistema elétrico deve ser usado apenas em caso de real necessidade, para complemento a água previamente aquecida.

O sistema de aquecimento pode aumentar a pressão d'água em meu chuveiro?

Não. O sistema de aquecimento solar não é feito para esse propósito, uma vez que a causa da pressão hidráulica está ligada diretamente a altura da caixa d’água, inclinação dos canos, dentre outros fatores. Para que a pressão tenha um acréscimo, seria necessário o aumento da elevação da caixa d’água ou a instalação de pressurizador, bomba d’água, etc. Caso haja o interesse na instalação de algum desses, recomenda-se a aquisição de um reservatório térmico (boiler) para “alta pressão” para que o mesmo suporte tal encargo.

Limpeza do meu aquecedor, quais os cuidados devo ter?

É de extrema importância para o bom funcionamento do aquecedor mante-lo sempre limpo para que seu funcionamento não seja prejudicado.
A limpeza do mesmo deverá ser feita numa decorrência de 6 meses, sempre atentando-se a temperatura do mesmo para que não haja um choque térmico levando seu vidro a cacos. Por conta disso é indicado que sua limpeza seja feita por volta dos meses de abril e julho, pois são épocas mais frias e de preferência no período da manhã onde o sistema ainda não teve grande contato com o sol, o que eleva muito a sua temperatura.

Em dias de temperatura baixa acentuada, oque fazer para evitar o congelamento da água dentro do sistema?

O sistema de aquecimento a vácuo dispõe de uma tecnologia de ponta onde o congelamento do liquido no interior do sistema tornou-se coisa do passado. O sistema trabalha baseado no vácuo onde o mesmo por natureza previne com eficácia o congelamento interno.

Posso utilizar o mesmo sistema de aquecimento para piscina e banhos por exemplo?

Não é possível, pois o sistema de aquecimento para piscina trabalha de forma diferenciada, sem reservatório térmico (boiler), diferente do sistema de abastecimento de água. O correto é a instalação de um sistema para cada finalidade.

Quanto tempo o boiler consegue manter a água aquecida?

Essa é uma grande preocupação do público que busca adotar essas medidas como método de aquecimento de água, visando tanto o bem-estar quanto a economia. Porém a boa notícia é que o boiler pode manter sozinho a temperatura da água com baixos níveis de perda de temperatura, porém se necessário o sistema de auxilio entra em ação para garantir o ao mesmo o abastecimento constante de água quente.

Converse com o especialista